terça-feira, 10 de novembro de 2015

Experiências internacionais docentes são pauta de mesa redonda no II Simepe

O principal ambiente de interação do Simepe foi ocupado na tarde deste primeiro dia (9) por professores com muita história para contar. Eles participaram de programas internacionais cujas experiências foram o foco da mesa redonda “Diálogos sobre concepções de ensino tecnológico e experiência de internacionalização”.
Conduzida pelo assessor de Relações Internacionais Wagner Belo, a atração começou com o relato do professor André Narvaes, do Campus Rio Pomba, que participou de projeto piloto de pesquisa aplicada no Canadá. Ele destacou o clima como um fator altamente impeditivo de atividades do cotidiano, dificuldade que normalmente não se passa no Brasil. Já os canadenses, que convivem com nevascas e temperaturas baixíssimas, acostumaram-se a aproveitar mais as oportunidades nas quais podem se dedicar a uma atividade: “se dá pra fazer, faça agora, não deixe pra depois”. Durante a viagem, ele também pode observar características marcantes nos Colleges do Canadá (CÉGEP’s), onde é evidente uma intensa interação entre ensino e setor produtivo, uma ação focada em empregabilidade.
Também compartilharam experiências os professores do IF Sudeste MG Marcelo Santos (Campus Juiz de Fora), Fabianne Furtado, Regina Lianda e Deise Oliveira (Campus Barbacena). A maioria participou do Programa Professores para o Futuro, do Ministério da Educação, que busca capacitar docentes para a prática profissional, a partir da vivência em determinadas instituições estrangeiras.
Finalizando a série, o professor convidado do IF Pernambuco, Ivanildo José de Melo Filho, enfatizou a internacionalização como uma decisão a ser tomada institucionalmente. Ele também mencionou que o Brasil tem o que aprender com países como a Finlândia, mas também tem a ensinar, e que precisamos estar preparados para isso: “Não adianta existir Inglês Sem Fronteiras se não houver alunos que consigam participar [do programa]. Primeiro temos de fazer o dever de casa”.

Texto e imagens: Elisa Franco
Colaboração: Daniel Leite