quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Alunos do Campus Juiz de Fora encerram segundo dia do Simepe com apresentação musical

Após várias exposições de trabalhos, mesas redondas, relatos de experiências e palestras, o segundo dia do Simepe foi finalizado com a apresentação musical de alunos do Campus Juiz de Fora. A banda “Os Montanhas”, formada especialmente para a ocasião, animou os participantes do Simpósio com muito pop rock.

Estudantes e servidores de diversas unidades cantaram e dançaram, chegando a dividir o microfone com os vocalistas. Ao fim da apresentação, os componentes da banda estampavam grandes sorrisos. “Foi uma experiência muito motivadora. Os eventos da escola são um bom começo para quem gosta de tocar. A galera participou e nos surpreendeu, porque a gente achava que ia tocar para pouca gente. Mas ficou todo mundo aqui para nos prestigiar, declarou João Paulo Licurci (voz, violão e contrabaixo), do curso técnico em Eletromecânica integrado ao ensino médio.

A banda reuniu alunos de Informática, Mecânica, Eletromecânica e Engenharia Mecatrônica. David Rodrigues (violão, contrabaixo e percussão), do curso técnico em Informática, considerou positiva a experiência de integração com os colegas de outros cursos: “Conseguimos nos entrosar muito bem com o pouco tempo que tivemos. Nossa única dificuldade foi conciliar os horários de todo mundo para marcar os ensaios. Queremos continuar tocando dentro do colégio e esperamos nos apresentar em eventos futuros. Em janeiro tem a Secitec e nós queremos estar presentes”.
Mila Paiva, uma das vocalistas da banda, do curso de Engenharia Mecatrônica, canta desde que iniciou seus estudos no IF Sudeste MG. “Antes de cursar a graduação em Engenharia Mecatrônica, eu estudei Informática no Campus JF e, naquela época, eu fazia parte da Info Band. Sempre gostei de cantar, mas foi no Instituto que tive a oportunidade de me apresentar para um público maior. Já participei de vários projetos e achei muito produtiva a iniciativa para o show de hoje, porque tive a oportunidade de interagir com o pessoal dos cursos técnicos e conhecer muita gente talentosa e os sonhos de cada um. Isso é muito bom porque renova nossas energias. Hoje eu já canto profissionalmente, graças às oportunidades que me foram dadas nas iniciativas culturais desenvolvidas dentro do IF”, relatou.

O show foi aprovado pelo diretor de extensão do IF Sudeste MG, Rui de Souza, que também é músico. Ele foi para a frente do palco e prestigiou os estudantes até o fim da apresentação. “Com o pouco tempo de ensaio que tiveram, os meninos estão de parabéns. Achei interessante a formação da banda. Eles têm tudo para continuar. Minha dica é que eles variem o repertório e encontrem um baterista para dar um gás maior às apresentações. Tomara que no próximo ano eles nos brindem com uma apresentação ainda melhor”, incentivou.


Texto e imagens: Paula Faria