terça-feira, 13 de setembro de 2016

Estandes exibem trabalhos de campi do IF Sudeste no III Simepe

Paralelamente às palestras, mesas-redondas e oficinas do III Simpósio de Ensino, Pesquisa e Extensão (Simepe), todos os alunos, servidores e convidados que frequentam o evento no Campus Rio Pomba têm a oportunidade de conhecer iniciativas desenvolvidas nas diversas unidades do IF Sudeste.

Nesta terça-feira, por exemplo, o estande reservado ao Campus Juiz de Fora expôs um trabalho do curso técnico em Eletromecânica integrado ao Ensino Médio. O estudante Denis Ribeiro foi o responsável pela contextualização do projeto, que cria condições para que uma estufa seja adaptável a qualquer cenário climático para cultivo de culturas. O trabalho já foi apresentado em Portugal e premiado na segunda edição do Simepe, no ano passado.

"A (economia da) região de Alfredo Vasconcelos, por exemplo, é toda em volta do morango. Alguns problemas que eles têm podem ser resolvidos com automação. Por exemplo, a parte de irrigação: com um sensor de nível de água no tanque, você consegue solucionar. Na parte de aquecimento e refrigeração, tem o sensor de temperatura, para acionar o sistema que deixe a temperatura conforme nós programamos. Tudo para ter um intervalo sem muitas variações durante o dia, próximo do ideal para aquela planta", explicou o aluno, que revelou ainda a possibilidade de desenvolvimento de parcerias.

O professor de Química Geovani Gomes, do Campus Rio Pomba, também assumiu um estande no III Simepe. Quem visitar o espaço, logo na entrada da tenda do evento, conhecerá o projeto "Lindo Vale Ambiental", que o docente desenvolve há cinco anos com os alunos do terceiro ano de cursos  técnicos integrados ao Ensino Médio - as turmas competem entre si pelo título de melhor projeto. De atividade de uma disciplina específica, a iniciativa se transformou efetivamente num evento da unidade, inclusive com a participação de professores de outras áreas do conhecimento.

"Determino aos alunos que, dentro da área de formação do curso técnico, eles trabalhem uma situação ligada ao Meio Ambiente. No aprendizado da Química Ambiental, que é cobrada no Enem, especificamente, eles têm acertado um grande número de questões. Isso gera um redemoinho de informações, e os meninos se envolvem", explicou Geovani, que ainda apontou o aplicativo "Mundo Verde" como um dos grandes resultados do projeto.

Elaborado por estudantes do curso técnico em Informática neste ano, o app permite a exibição de um mapa e a verificação de ocorrências ambientais. "Se localizou que num ponto está acontecendo uma queimada, você clica no mapa e indica. Todo mundo que estiver num raio de 25 quilômetros do local e tiver o aplicativo receberá a informação de que algo está ocorrendo ali. Estamos divulgando a Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental e Prefeitura Municipal", detalhou o professor.

Texto e imagens: Daniel Leite
13-09-2016